Hora do passeio!

Não adianta mentir! Quando um casal possui planos para ter um filho, geralmente refletem e planejam cada momento que terão com os seus pequenos. Claro, não posso deixar de citar um dos momentos que impacta diretamente nas emoções dos pais, sendo este momento a famosa “passeio com o bebe”. No entanto, tudo isto é realmente muito fácil e simples?

Voltando para o mundo real, existem alguns cuidados que podem assegurar um passeio agradável e cheio de boas memórias.
Primeiramente, as roupas que seu bebe vai utilizar nestes passeios devem fazer uma menção ao ambiente que o mesmo irá freqüentar. Um exemplo negativo é você colocar roupas em excesso em um lugar que a temperatura seja alta ou suficiente. Nunca se esqueça de verificar o ambiente antes de colocar jogar diversas vestimentas no baixinho.

Outro ponto positivo de verificar o ambiente é sobre a alimentação do pequeno. Em ambientes de muito calor, ofereça mais o leite materno para estimular o aumento de líquidos do corpinho dele.
Não se esqueça de resguardar seu filho de ambientes com muitas pessoas, pois esta constante circulação poderá gerar complicações. Entre elas, podemos citar a fragilidade do bebê e a recuperação da mãe que “acabou de sair” de um parto.

Na realidade, o indicado para sair com o bebe no seu primeiro ano de vida é no prazo entre 15 e 30 dias. É neste momento que a importância do leite materno também aparece de forma imprescindível. Nestes dias, limite passeio somente aos membros da família “original” para evitar problemas futuros.

Após 30 dias, a família já conseguirá ver e passear a cidade tranquilamente, mas volto a dizer para evitar locais cheios como shopping centers, parques centrais e etc. Caso você decidir ir para a praia, não coloque o protetor solar em seu bebe ou em qualquer idade de criança com menos de idade.

Para você desfrutar os melhores momentos com o seu filho, sempre mantenha o calendário de vacinas dele com você. Assim, você consegue ter um bom acompanhamento e qualidade a vida toda.
Tenho certeza que vocês vão seguir estas dicas e vão proporcionar à vida desta criança (até mesmo adolescente) ótima e gostosa de viver.

Dicas gerais para cuidar do recém-nascido

Separei esta postagem para consolidar as dicas mais importantes e eficientes para cuidar do seu amado bebezinho.

Não esqueça que a “disponibilidade” é um dos elementos essenciais para falar sobre o assunto, isto porque o bebê necessita desta ajuda de forma universal. Afinal, ele depende de outras pessoas para que consiga viver e desenvolver-se.

Só o fato do bebê já conseguir sentir a presença da mãe já é interessante, uma vez que ele se apega a ela e fica constantemente calmo. Tudo bem que isto geralmente acontece sempre e rápido pelo fato da mãe estar a todo o tempo com o seu recém-nascido, mas e o homem? Quando que ele conseguirá esta “proximidade” com a criança? Não tenha medo, basta você também fica do lado da mãe e acalma-la para que o mesmo vá com a sua casa.

Talvez uma das dicas mais importantes seja na maneira correta de limpar o umbigo do bebê. Bom, o melhor jeito de conseguir lavar bem esta área é com o cotonete ou um pedaço de algodão molhado em álcool. Faça o mesmo procedimento de uma a duas vezes por dia para evitar futuras infecções.

Outra informação importante é referente à quantidade de leite nos seios. Muitas pessoas até hoje tentam saber, mas a verdade é que isto varia. O problema real é quando a mãe tenta aumentar a quantidade de leite em seus seios de alguma forma, geralmente clandestina. Para garantir a quantidade suficiente para o seu filho, tente evitar qualquer tipo de estresse.

E referente à posição do bebê para dormir? Parece chato, mas o que mais acontece são as pessoas se preocupando muito com este quesito. Na verdade, é melhor que o bebezinho fique de lado ou barriga para cima. Com isto, os riscos de engastar, qualquer outra doença ou de asfixiar-se com o próprio travesseiro.

Antes de você comprar qualquer remédio ou ir para o hospital, precisamos enxergar o porque que o bebê esta chorando. Basicamente, temos que analisar se não é um caso comum de cólica. Se você conseguiu analisar que o bebê realmente não tem capacidade alguma de melhorar sozinha, vá para o medico.

Não se esqueça de que os bebês são sensíveis a tudo que passa em sua realidade. Eles conseguem analisar seu tom de voz para analisar se você esta brigando ou não. É por isto que eles ficam muito inquietos quando existem brigas do casal.

Tem um programa, que se não me engano é no Discovery Home and Health, canal da tv fechada clarotv, chamado conhecendo meu bebe, nele são mostradas diversas dicas muito interessantes para cuidar de nossos filhotes.

Espero que estas dicas te ajudem!

Como dar banho no bebê?

Chegou a hora! Como vamos dar banho nos bebês?
Existe um estresse enorme sobre este tema, além de inquietações e preocupações referente a isto. Sem dúvida, a confusão que os pais passam nesta hora não deve ser ignorada.

Claro, temos que dar crédito a este tipo de confusão. Imagine se uma pessoa não sem preocupasse com nada disso, como seria este momento? Sem dúvidas, seria perigoso considerando o fato de o tema ser algo extremamente importante para a vida do recém-nascido.

Muito destes questionamentos giram em torno da prática de lavar partes pequenas e escondidas da criança, Podemos citar a parte de inferior da orelha, em baixo do bracinho, nuca e muitos outros lugares. Outro ponto importante é o fator da água, sendo quente ou fria. Quanto a este quesito, prefiro já passar a solução antes mesmo das dicas que irei dizer nesta postagem. Vamos lá?

A criança pode ter de dois ou três banhos na semana em épocas frias. Este conselho surge para assegurar a criança quanto a futuros resfriados. Já nas épocas quentes ou normais, poderão banhá-los regularmente.

Antes de dar o banho, certifique-se que todos os itens necessários para esta ação estão fáceis de usar. São matérias como toalhas, diversos produtos de higiene e fraldas novas.

Mantenha a temperatura sempre agradável para a criança, certificando-se que as portas e janelas estarão sempre fechadas ou colocadas de um jeito que irá impedir as futuras correntes de ar que podem atingir e adoentar a criança.

Certifique-se de deixar a banheira sempre com água morna. Você pode fazer isto colocando um pouco de água no pulso (similar ao leite).

Prefira sempre os sabonetes neutros, geralmente em barra ou use hidratante à base de água para manter a pele do bebê hidratada a toda a hora.

Nunca de banho em sua criança fora do seu respectivo banheiro. Este é o melhor local para aplicar o banho em sua criança, tanto em espaço físico quanto em higiene.

Não deixe de aplicar banho em seu filho no mínimo 2 vezes por mês, caso contrário, ele poderá ficar doente com mais facilidade.

Importância do leite materno.

Não é nenhuma surpresa que o leite materno é de extrema importância para o recém-nascido. Sem ele, o bebê pode ter diversos problemas durante o seu desenvolvimento. Então, com isto, quero que vocês entendam os benefícios que este “alimento divino” pode trazer.

De forma primaria, podemos conceituar que o lite materno também é responsável pela obtenção de água e todos os nutrientes necessários para o crescimento do bebezinho. O fato de sentir-se bem e quente junto a mãe também agrega no desenvolvimento psicológico da criança.

Fora estes benefícios, o leite materno também proporciona ao pequenino sua imunidade da qual necessita em seus meses iniciais. Basicamente, o leite materno é a “vacina” para os bebês.
A amamentação correta da criança também pode prevenir doenças e alergias como a demartite, que aparecem devido a infecção na pele. Outras inflamações mais graves como sinusite, rinite, amigdalite, pneumonias e desequilíbrios intestinais também são efetivamente prevenidos.

Como dito acima, o leite materno contém tudo o que um bebezinho precisa. Para sermos mais exatos: lipídios, vitaminas, lactose, ferro, proteínas, minerais, enzimas e água nas quantidades necessárias para o crescimento da criança. Além disto, ele também impede o desenvolvimento de bactérias.

O leite materno também é extremamente limpo, livre de qualquer bactéria ou conservante como informado pela nutricionista do Espaço Fábio Guedes.

Infelizmente, algumas mães pensam que seu leite é simplesmente insuficiente para alimentar corretamente seu filho, sendo por este motivo que elas adotam uma alimentação mais alternada, mudando frequentemente a frequência entre uma mamada e outra em seu seio, enquanto utilizara o leite artificial em outras. Quero que saibam que esta estratégia não é interessante, uma vez que a quantidade que seu seio produz de leite (em gama normal) é mais que o suficiente para deixar o seu bebe alimentado e saudável.
Além de todos os benefícios citados acima, o leite materno ajuda no desenvolvimento cerebral da criança. Esta conclusão foi feita a partir de alguns estudos que comprovaram uma atividade melhor de desenvolvimento e acuidade no olhar das crianças que foram corretamente amamentadas
.
Foque no leite materno sempre!

O choro do bebê é importante?

Para algumas mães inexperientes, o choro do bebê acontece sempre, pois o mesmo estanha o local onde esta. Na realidade, isto também é um pouco de verdade, mas não podemos esquecer que cada tipo de choro do bebê possui sim um significado.

Porque vocês acham que a primeira coisa que o bebê faz ao nascer é chorar? Esta situação é normal, mas muito importante, pois é na medida em que as crianças apresentam o primeiro choro que ocorre a deslocação da circulação fetoplacentária para que o bebê consiga realizar sua respiração normal.

De primeira instancia, podemos citar que o choro da criança permite inspirar o ar constantemente, trabalhando bem os pulmões para fazer trocas gasosas que influenciam na segurança e eficácia do funcionamento de seu organismo.

– Tudo bem! Entendi que o choro da criança é importante no momento do nascimento, mas e depois? É muito chato ficar ouvindo criança chorar!

Pois é! Este tipo de pensamento também é algo natural hoje em dia, mas existem sim alguns motivos de atenção neste caso. Talvez, podemos citar como exemplo as tentativas de comunicação não-verbal que o bebe tenta realizar.

Para tudo ficar mais claro, basta entender que um recém-nascido não é capaz de mostrar satisfação ou insatisfação com as coisas com palavras concretas ou atitudes que nós bem conhecemos. Veja o exemplo;

Quando o bebe geralmente tem fome, existem choros em soluços contínuos e curtos. Este choro é bem determinado e costuma demorar, mas não é muito alto.

No caso de dores de todos os tipos, o choro é bem agudo e alto. Neste caso, nem colo resolveria. Quando for assim, o bebe pode ter tido alguma complicação de doença ou teve algum acidente no caminho, batendo em algo ou sendo picado por algum inseto.

Os bebes emitem choros de diferentes tons e efeitos. Se você acha que o choro é algo completamente dispensável, melhor trocar suas teorias. O choro é uma das dicas mais importantes que você tem para analisar a saúde da mesma.

Caso seu bebê fique doente e apresentes dores, basta levar no médico. Não se esqueça disto!

Moleira? O que é isso afinal

É normal ter este tipo de dúvida, mas é interessante vocês entenderem e estudarem sobre elas, uma vez que são peças importantes para o desenvolvimento de uma criança.

Este assunto é uma das enormes preocupações de recentes pais. Quem nunca teve aflição em colocar a mão na cabeça do recém nascido? Isto certamente acontece por sentir algo meio mole com certa profundidade.

Na realidade, o nome original é “Fontanelas” e são responsáveis por esta separação que existe no crânio do bebê ajudando no amortecimento da cabecinha do bebê na hora do parto. Ela também permite um espaço adequado para que o cérebro da criança consiga de desenvolver.

No primeiro ano de vida, o cérebro da criança consegue atingir a metade do tamanho de quando será adulto. Basicamente, ele somente conseguirá chegar ao tamanho ideal no final do próximo ano. É durante este intervalo que a fontanela (moleira) acaba fechando.

Caso a moleira apresentar uma forma arredondada, mais ou menos em forma de baú, pode ser que a criança tenha excesso de vitamina A em seu corpo. Isto realmente deve ser notado o quanto antes pelos pais, uma vez que pode gerar danos no futuro.

Existe outro evento chamado de Cranioestenose, que é caracterizada pelo fechamento da moleira antes da hora, podendo ocorrer serias deformidades no crânio da criançinha, uma vez que o cérebro da mesma necessita deste espaço para conseguir desenvolver-se. Infelizmente, não existe um motivo definitivo para isto, mas podem ser diversos.

Para você conseguir manter seu filho em segurança em relação a moleira, tente sempre manter seu filho em uma dieta rica em cálcio, já que o mesmo é fundamental para o desenvolvimento adequado de todos os ossos do ser humano. Quando seu filho já tiver em uma idade que consiga se locomover, leve-o para o parque ou em qualquer lugar que o mesmo tenha oportunidade de utilizar seus ossos. Além de desenvolvê-los, poderá também estimular a promoção da vitamina D, também tendo impacto direto no cálcio dos ossos.

O bebe nasceu? Não esqueça o umbigo!

É natural você estranhar o título de inicio. Na verdade, algumas mulheres não costumam ligar muito para este assunto, mas têm outras que se preocupam e mantém os cuidados necessários com a criança. Acredito que você seja a segunda opção.

Para as mulheres que costumam se preocupar (corretamente) com o umbigo do seu recém-nascido geralmente são muito aflitas, mas não existe com o que se preocupar. Afinal, basta limpar sempre esta região para que não de nenhum problema.

Para vocês entenderem melhor, vou explicar:
Toda vez que um bebê nasce, seu cordão umbilical é retirando, sinalizando o inicio de sua vida. É nesta posição que uma pequena ponta do cordão (coto umbilical) ainda permanece com o recém-nascido. Basicamente, o coto é uma pele toda cheia com líquidos gelatinosos,ocorrendo a necrose dos mesmos e caindo logo em seguida. No entanto, é importante a mãe estar atenta nesta determinada região. Caso a mãe não enxugar com a toalha e depois passar uma gaze com álcool, o umbigo da criança pode se transformar em uma verdadeira “casa” de bactérias.

Para melhorar os cuidados, pegue uma esponja e empape com água e sabonete junto a uma gaze esterilizada. Após isto, passe levemente em torno do umbigo do bebe.

Não se esqueça jamais que, após o cordão umbilical cair, o umbigo do seu bebe deve sempre continuar sendo limpo pelo menos em um intervalo de 10 dias. Após isto, tente utilizar somente o soro fisiológico  em vez do álcool.

– Mas quando devemos ir ao pediatra para ver este tipo de caso?

Bom, mantendo corretamente os passos que citamos acima, os pais devem se atentar a alguns tipos de sintomas, entre eles podemos citar algumas inflamações em torno do umbigo, podendo variar entre fortes cheiros e criação de pus. Dependendo do caso, até sangramentos podem ocorrer.

Como é um procedimento simplista demais, as pessoas não costumam dar muito valor a isto.

– As coisas pequenas são, no final, as mais importantes!

Certamente, a partir do nascimento do seu pequenino, você já deve entender esta frase com mais facilidade.